Seu primeiro portal para notícias e críticas literárias!

 


Onde cantam os pássaros.

21
Posted 01/21/2016 by in Drama

Rating

Nota:
 
 
 
 
 

3/ 5

Sumário

Genero:
 
Autor:
 
Editora:
 
Idioma Original:
 
Título Original: All the birds, Singing.
 
Tradução: Leandro Durazzo.
 
Edição: 2015.
 
Páginas: 256.
 
Capa: Retina 78.
 
Resumo:

Onde cantam os pássaros, em seu início, constrói bem seu tema e ainda apresenta uma atmosfera de suspense eficiente. No entanto, seu final entra em conflito com o que foi trabalhado até então, enfraquecendo suas alegorias e traindo sua protagonista.

by Rodrigo Lopes C. O. de Azevedo
Full Article

21 Comments


  1.  

    Olá Rodrigo, parabéns pelo post. Sou completamente apaixonada pelos livros lançados pela Darkside Books. Desejo muito ter todas as edições em minha estante, é claro. Apesar disso, não sei se esse livro faria meu estilo de leitura, principalmente por haver tantas problemáticas envolvidas e a falta de uma resolução adequada. Posso até ler em outro momento, mas por enquanto acho que não leria. E por sua resenha, pude perceber que faltou um desenvolvimento mais elaborado por parte dos personagens e quem sabe até da própria ambientação. Acredito que se torna ainda mais complicado, porque quando finalizamos uma leitura assim, até a gente pode acabar se sentindo um pouco desnorteado sobre as resoluções propostas. Beijos, Fê




  2.  

    Oi, tudo bem?
    Assim que esse livro foi lançado eu fiquei louca para adquirir, já que achei essa edição maravilhosa e fiquei babando por ela!
    Mas decidi esperar algumas resenhas antes de comprar, para saber o que as pessoas achavam da história em si.
    Conforme as resenhas foram saindo fui me desapontando com o livro, vi que muita gente achou a história confusa e o final sem propósito, então acabei desistindo dessa leitura!
    Sua resenha reforça o fato do livro meio que se perder um pouco no que era proposto.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/




  3.  

    Acho a capa do livro bem diferente, quase não combina com o nome do livro e não nos dá a menor ideia do seu conteúdo. Acho que eu ficaria decepcionada com você ficou no sentido da desconstrução da protagonista. Senti um certo machismo nesta conclusão que em uma primeira impressão, nada agradou. Enfim, não é um livro que eu leria no momento.
    Beijos




  4.  

    Olá, Rodrigo! Parabéns pelo ótimo texto. Eu acho a DarkSide incrível, sempre babo nas capas duras e no trabalho deles, mas ainda não li nenhum, até pq a sua grande maioria envolve terror, gênero que não leio por ser medrosa. rs
    Quando vi esse livro, a capa me chamou atenção, porém não me animei a ler, pois você não é o primeiro a demonstrar insatisfação com o desenrolar da história.
    Uma pena o autor se perder e acabar de certa forma se contradizendo, pq dá essa impressão.
    Abraço
    http://www.viciadosemleitura.blog.br




  5.  

    Oi, Rodrigo
    Adorei sua resenha, muito bem escrita. Fiquei curiosa principalmente em saber que o desenvolvimento foi dessa forma, mudando o rumo e o foco da trama. Gostaria de saber como a protagonista foi “traída” assim. Gostaria de ler o livro.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br




  6.  

    Olá Rodrigo,

    Que resenha bonita! Achei maravilhosa a forma argumentativa para a obra!
    Ainda não li e confesso que não tenho tanta curiosidade com a obra, acho que a escrita parece ser bem feito, mas fiquei meio confusa com isso de que ele se tornou o homem da casa …. Enfim, ótima resenha! Não quero ler por hora.
    Aaah a parte gráfica está muito bonita né? Acho a DarkSide maravilhosa <3 <3 <3 <3 <3

    Beijinhos




  7.  

    Olha primeiramente quero te dar os parabéns, pois sua resenha ficou muito bem desenvolvida e gostei muito de todo conteúdo do livro, apesar de não sei muito o meu gênero de leitura, mas mesmo assim achei interessante e tenho visto ótimos comentários sobre ele. Não sei se leria, mas quem sabe mais pra frente. =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/03/memorias-literarias-7-por-que-nao.html




  8.  

    Olá!

    Nossa, fiquei encantada com sua resenha. Esses dias estava em uma livraria e vi esse livro, que de imediato me chamou a atenção pela capa diferente e instigante. Depois desse dia, ele persegue. hahah Parece até brincadeira, mas para onde eu olho, seja site, blogs ou até indicação do google, tá ele lá. Mas essa, é a primeira resenha que leio de fato. Ainda não sei o que pensar dele, mas fiquei interessada em conhecer a história, no entanto, suas considerações finais me deixaram um tanto desmotivada. Mas ainda tenho vontade ler e conhecer o desenvolvimento da história.

    Beijos,
    Dai | Cheiro de Livro Nacional




  9.  

    Ola tudo bem?

    Sempre achei a capa desse livro uma bagunça, parece que juntaram vários pedações e colocaram pra fazer a capa, é desconcertante o.O Já sou peá atras com o livro e o fato de ter vários problemas e falta de resoluções meio que me desanimou total. Não faz meu estilo de leitura =/

    Bjos

    rillismo.blogspot.com.br




  10.  
    Ana Carolina

    Oii!
    Não curti nenhum pouco a capa e a história não me chamou atenção! Não acho que leria, adoro terror, mas só nos filmes! Não gosto de ler livros que envolvem o tema, porém amo a Darkside kkkkk Um pouco contraditório 🙂 E depois da sua resenha e dos pontos negativos que ressaltou, não leria com certeza!

    Beijão!




  11.  

    Genteeeee,… Essa foi a melhor resenha desse livro que eu já li. Deixou tudo esclarecido e me convenceu a lê-lo. Muuuuito boa essa premissa. Cara que louco isso de separar os capitulos impares para o presente e pares para o passado, muito interessante.
    Acho que ficaria com raiva da protagonista por mudar de maneira tão idiota kkkkkkkkkk mas enfim… eu vou ler o livro

    http://www.colecoes-literarias.blogspot.com.br/




  12.  

    Olá!

    Que resenha incrível! Fiquei fascinada pela forma que a montou!
    Entendi toda a proposta do livro e entendi bem o conflito que você citou. Mas lendo apenas a resenha, fica um pouco difícil e confuso assimilar tudo, gostaria muito de ler essa obra para entender cada detalhe que você citou. O contexto aplicado me interessa muito!

    Bjus




  13.  

    Olá Rodrigo,
    Já vi muitas pessoas falarem que o final desse livro é confuso, assim como você disse.
    Sinceramente, tirando a beleza da capa, esse livro não me atrai. Não acho que seria capaz de concluir a leitura de um livro que me levaria a confusão e que seria bastante distinto do que foi ambientado no começo.
    Gostei muito da sua resenha e acho que você foi bastante sincero em relação a obra.
    Infelizmente, não sinto vontade de ler.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/




  14.  

    Olá, mas que pena que o final não foi o que você esperava, para ser sincera eu sempre tive muita vontade de ler esse livro e acho que a trama parece ser bem bacana, talvez um dia eu dê uma chance a ele ainda e vejo o que eu acho do fim, espero gostar pelo menos.

    Beijos

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/03/resenha-sombras-do-mundo.html




  15.  
    Marijleite

    Olá, excelente resenha! Acho que foi a melhor que já li desse livro. Não sabia que essa questão de gêneros era tratada na obra, uma pena que a autora não se mantenha fiel a premissa no decorrer da trama, ainda assim é um livro que quero ler.




  16.  
    Estefânia Prates

    Oiie Rodrigo, tudo bem? É a primeira vez que venho aqui, e confesso que adorei seu blog, estou te seguindo.

    Menino, devo confessar que a DarkSide é umas das editoras que mais lança obras com as edições simplesmente perfeitas, dá vontade de comprar todas só para tê-lás na estante, de tão lindas que elas. Mas… Eu tenho medo kkkk Não sou de ler terro, sou muito medrosa, então eu recuso, e vendo que o livro ainda tem um final confuso, não daria pra mim, pois gosto de obras que se resolvem e não que deixe algo solto no final, isso pra mim acaba acabando com a obra.

    Bjs

    ♡ Amantes da Leitura




  17.  

    Olá,

    Adorei sua resenha, porque explica os pontos de discordância do livros e os pontos positivos deles.
    Depois de ler sua resenha minha vontade de ler esse livro foi para o espaço, porque a personagem viveu de uma forma até um certo tempo e simplesmente se rendeu as pressões sociais que tanto fugia e condenava e pior ainda para um leitor sem muita bagagem literária vai achar que o que ela fez foi correto sem pensar no histórico anterior. Isso é ruim. O autor simplesmente não soube desenvolver uma ideia e se perdeu com elementos que descaracterizam sua personagem.

    Beijos,
    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/03/resenha-o-que-ha-de-estranho-em-mim.html




  18.  
    Daniela

    Oi.

    Ainda não li e nem conhecia o livro, mas não me interessou muito assim. Apesar da capa ser muito bonita e ter sido lançado pela DarkSide, ainda assim não leria. Não sou fã de terror, li poucos até agora, ainda estou me aventurando nesse gênero literário.

    Beijos.




  19.  

    Essas reviravoltas, por vezes, são muito problemáticas, pois nem sempre podemos ter um final apoteótico sem comprometer a proposta inicial da obra. Infelizmente, isso é muito mais comum do que gostaríamos. O livro parece ser bem complexo, trazendo uma discussão muito interessante sobre questões do feminino. Acho uma pena que a autora tenha se perdido no final, pois traindo a protagonista, ela traiu a obra.

    Tatiana




  20.  
    Liliane

    Não achei o livro machista como quiseram apontar. Entendi que somos seres humanos pra conviver em sociedade, ela antes queria tocar uma fazenda sozinha e conseguia fazer isso muito bem, obrigada! (O livro deixou bem claro o quanto é ruim o preconceito contra uma mulher sozinha).

    Se em vez de um homem aparecesse uma mulher em que ela pudesse confiar, proteger, cortar o cabelo uma da outra e dividir a vida ia dar na mesma.

    Outras meninas/mulheres na história ajudaram ela a se proteger física e psicologicamente.
    Esse homem apareceu e quebrou o preconceito dela contra os homens, ela não precisa ter que se defender sozinha, ela até conseguiria mas com companhia (masculina ou feminina) é muito mais legal.




    •  
      Rodrigo Lopes C. O. de Azevedo

      Excelente comentário, Liliane!

      Imagino que até tenha sido a intenção da autora construir esse arco narrativo para a protagonista, fazendo-a superar seu trauma (não chamaria de preconceito) com homens e finalmente viver com uma companhia legal, o que é sempre ótimo. O problema é que as situações escolhidas pela autora (a protagonista cozinhar para o cara, deixá-lo fazer o trabalho pesado e ainda defende-la) tem muita força simbólica para o ideal machista e isso foi até apontado no texto. Trata-se de um tema complexo, então, por usar justamente essas situações (sem tentar desmistificá-los, se fosse o caso), defendo que autora acaba entrando em contradição.

      Agradecemos muito a participação! Boas leituras!





Deixe uma resposta

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com