Seu primeiro portal para notícias e críticas literárias!

 

Livro
 
 
 
 
 

Miniaturista.

Miniaturista, escrito por Jessie Burton e publicado no Brasil pela editora Intrínseca, é um romance histórico disfarçado de livro de suspense: seu verdadeiro objetivo não é explorar o mistério a cerca do personagem títu...
 
 
 
 
 

O Espadachim de Carvão.

Se não fosse por algumas excentricidades e os problemas no clímax, O Espadachim de Carvão teria se configurado uma obra regular de literatura fantástica, apresentando uma história com tema definido e corretamente desenvolv...
 
 
 
 
 

Onde cantam os pássaros.

Onde cantam os pássaros, em seu início, constrói bem seu tema e ainda apresenta uma atmosfera de suspense eficiente. No entanto, seu final entra em conflito com o que foi trabalhado até então, enfraquecendo suas alegorias ...
 
 
 
 
 

A Espada de Shannara.

A Espada de Shannara não se configura uma boa estreia para Terry Brooks. Trata-se de um livro repetitivo e, no mínimo, pouco original. No entanto, agora que Brooks expurgou Tolkien de seu peito, talvez seus próximos trabalho...
 
 
 
 
 

Das paredes, meu amor, os escravos nos contemplam.

Das paredes, meu amor, os escravos nos contemplam, escrito por Marcelo Ferroni, é um livro cujo estilo se sobrepõe à história. Trata-se de um suspense de detetive clássico, um mistério de quarto fechado, com um protagonis...
 
 
 
 
 

Os Senhores dos Dinossauros.

Os Senhores dos Dinossauros é uma obra que preza pela interação de seus personagens, mas jamais os desenvolve; que tenta discutir uma forma de opressão social, mas revela-se sexista; que pretende ser empolgante, mas é prej...
 
 
 
 
 

Sonho Febril.

Sonho Febril é um livro de terror com algo a dizer. George R. R. Martin, no entanto, subestima a inteligência do leitor, fazendo questão de deixar suas ideias absolutamente claras para depois ainda repeti-las algumas vezes s...
 
 
 
 
 

O demonologista.

Apesar de suas ambições, O demonologista é um livro superficial e profundamente falho: ele até contém uma parcela de cenas empolgantes, mas a incapacidade do autor de montar uma narrativa coesa e coerente resulta em uma hi...
 
 
 
 
 

Alma?

Alma? se configura um problemático exercício de estilo. A autora faz com que a forma de sua história sobrepuje o conteúdo, impondo um estilo ao leitor que, apesar de ser inicialmente divertido, jamais se renova, tornando a ...
 
 
 
 
 

God of War.

Nem mesmo Kratos conseguiria passar incólume pelo desafio de ler sua história contada assim.
 
 
 
 
 

O Príncipe de Westeros e outras histórias.

O Príncipe de Westeros e outras histórias é uma coletânea irregular que apresenta alguns contos excelentes e outros nem tanto.
 
 
 
 
 

A menina que brincava com fogo.

Stieg Larson pode ter expandido o tema de sua trilogia e colocado sua personagem mais interessante nos holofotes, mas ao construir uma narrativa desinteressante que se repete ao máximo e ao sequer concluir as tramas que mais s...